FROM THE BLOG

Como escolher os profissionais certos para integrar a equipe do seu projeto

A qualidade no desenvolvimento de cada fase de um projeto – da iniciação ao encerramento – vai depender das pessoas escolhidas para executar cada ação. Por isso que tão importante quanto gerenciar uma equipe é a escolha dos profissionais que formarão seu time.

A seleção dos colaboradores deve ser feita de acordo com os processos empresariais e estar alinhada às necessidades da organização. São bastante comuns os casos em que líderes avaliam apenas o conhecimento técnico e deixam de lado aspectos comportamentais no momento da contratação.

Acontece que um erro de avaliação pode comprometer todo o projeto. Além de atrasar as entregas e comprometer resultados, corre-se o risco de ter uma equipe desmotivada.

Os três pilares de análise profissional

Equilibrar a experiência do profissional, sua postura assumida diante das dificuldades e a forma como ele organiza as atividades diárias é um dos maiores desafios na hora de recrutar um profissional.

A seguir, separamos algumas dicas que vão auxiliar os responsáveis pelo recrutamento na hora de selecionar um candidato. Entenda melhor cada uma das três características que devem ser estudadas na hora de contratar um novo integrante do projeto.

1.Conhecimento

Testar as habilidades práticas dos candidatos é fundamental, mas o conhecimento teórico também deve ser avaliado. Conferir os cursos extracurriculares dos quais ele participou, por exemplo, é uma forma de avaliar sua pró-atividade e sua capacidade de se manter atualizado.

Conferir a qualidade das instituições pelas quais o candidato passou também é importante.  Isso irá garantir que o profissional teve uma boa base de conhecimento e que é capaz de unir a prática com a teoria.

2. Know-how

De nada adianta um candidato dominar os conceitos de uma determinada área sem ter um mínimo de domínio da parte prática. Este item é dedicado a avaliação da experiência do profissional. É fundamental verificar se ele já trabalhou em projetos similares.

A boa notícia é que testar as habilidades é mais fácil do que mensurar conhecimentos. Por meio de situações fictícias, é possível criar circunstâncias bastante próximas do cotidiano da empresa e, assim, medir o desempenho do candidato.

3. Proatividade

A execução de projetos coloca o profissional em situações bastante específicas. Mas há um requisito básico que sempre será necessário a todos os integrantes da equipe: a proatividade. A capacidade de agir de forma antecipada e de evitar problemas é um dos itens que irá garantir o sucesso do trabalho em equipe.

Essa característica pode ser avaliada de maneira bastante satisfatória em atividades em grupo. Dessa forma, fica mais fácil analisar os candidatos que se destacam, que se sentem mais motivados com as tarefas propostas e que, portanto, se adequam mais ao projeto.

Gostou das dicas? Existem outros aspectos que você costuma avaliar na hora de montar sua equipe? Deixe seu comentário!

Comments are closed.

Redes Sociais

Mantenha-se atualizado com nosso conteúdo através da sua rede social favorita.