FROM THE BLOG

Gerenciamento de conflitos de forma saudável

No ambiente corporativo, que é altamente competitivo e cheio de pressões, é difícil enumerar técnicas para coibir a existência de conflitos: eles são naturais e provavelmente vão ocorrer no seu projeto.

O melhor a fazer é usar sua posição como gestor de projetos para lidar com eles preservando a produtividade e o bom ambiente de trabalho. Esses esforços tem nome: estamos falando do gerenciamento de conflitos.

Quer saber como usar o gerenciamento de conflitos para comunicar-se com os colaboradores e ajudar na interação entre (e com) eles? Você veio ao lugar certo! Continue a leitura para saber mais:
 

Como os conflitos se apresentam?
 

O gerenciamento de conflitos, como o próprio nome já diz, busca a solução de problemas dentro do ambiente de trabalho, sejam eles de cunho prático, como discordâncias sobre metas e quantidade de trabalho por setor, ou emocional.

Seguindo uma abordagem interacionista, os conflitos são importantes para o debate de ideias e para chegar a um lugar comum após todas as opiniões serem ouvidas. Por ser algo natural e que muito provavelmente irá acontecer, essa ótica de resolução procura extrair o que há de melhor nos conflitos: o debate, o posicionamento e o diálogo.
 

O conflito relativo ao trabalho

Muitas vezes, há dissidência sobre a melhor forma de abordar clientes, prazos, uso do orçamento, dentre várias outras questões ligadas ao aspecto prático e operacional dos projetos.

Esse tipo de conflito gera grandes problemas se não for tratado, como a não conformidade de uma parte da equipe em relação ao plano geral da gestão de projetos. Em último caso, isso resulta em perda de produtividade, não garantia da qualidade e no prejuízo das relações com clientes e stakeholders.

Nesses casos, não resolver as situações com um bom gerenciamento de conflitos pode fazer a situação se desdobrar e se transformar em pessoal ou emocional.

 

O conflito emocional

O lado emocional do gerenciamento de conflitos diz respeito a problemas que os colaboradores enfrentam uns com os outros, como desentendimentos, competições excessivas e pequenas brigas.

Esse tipo de conflito, embora comum, pode ser prejudicial para a sua dinâmica de gestão de projetos, pois atrapalha na criação de um local de trabalho harmonioso, transparente e eficaz.

Quando dois ou mais colaboradores não se relacionam de maneira cordial, o gerenciamento de conflitos deve intervir para que a qualidade do trabalho e a produtividade não sejam impactadas e para manter o bem-estar dos funcionários.

 

Como se dá o gerenciamento de conflitos?
 

O gerenciamento de conflitos parte de uma iniciativa da gestão de projetos voltada para as pessoas, ou seja, que sempre procura ouvir e incentivar a discussão e o debate de ideias saudável e equilibrado entre seus colaboradores.

O PMBOK oferece seis soluções para o gerenciamento de conflitos na sua empresa, oferecendo uma dinâmica ampla de resolução. São elas:

 

  • Negociação: procura encontrar soluções que resolvam os problemas das duas partes envolvidas nos conflitos.

 

  • Imposição: consiste em sustentar uma posição em detrimento de outras.

 

  • Acomodação: tentar focar no que as duas partes em conflito têm em comum, não nas suas diferenças.

 

  • Retirada: não fazer nada, deixar que outras pessoas ou áreas resolvam o problema.

 

  • Colaboração: procurar atingir um consenso por meio de debates e discussões, além de aplicar soluções que beneficiam a todas as partes envolvidas no conflito.

 

Colaborar para resguardar a produtividade

A colaboração, como podemos ver, surge como uma alternativa extremamente eficaz no gerenciamento de conflitos, sendo a característica fundamental de uma liderança que se importa com a qualidade do serviço e sabe que onde existem muitos conflitos, a produtividade é prejudicada – bem como o ambiente de trabalho, as relações e o estado emocional dos envolvidos.

Isso porque a colaboração, dentro de uma estratégia de gerenciamento de conflitos, é um cenário ganha-ganha: as duas partes resolvem o seu problema e ainda crescem com isso.

Quando você procura entender as necessidades da sua equipe e trabalha para garantir que elas possam ser analisadas e entendidas, a produtividade não se abala, muito pelo contrário: é possível criar laços fortes e há um aumento de confiança na gestão de projetos.

 

Soluções para o gerenciamento de conflitos

 

Muitas vezes é complicado liberar espaço na sua agenda atarefada para elaborar estratégias e pensar nas melhores soluções.

Por isso, você pode designar um setor de RH e treiná-lo para realizar a mediação de conflitos no seu lugar, desde que você acompanhe os esforços e trabalhe junto com esse setor.

Para evitar que conflitos surjam, a transparência e a eficácia da comunicação são as melhores práticas a ser adotadas. Faça reuniões de acompanhamento e estimule a criação de um canal no qual os colaboradores possam falar sobre os problemas que encontram no dia a dia do trabalho e receber conselhos ou orientações.

Ser um gestor pode ser desafiador, não é mesmo? Que tal conferir o nosso infográfico e saber quais são as habilidades e competências de um gestor de projetos?

Leave a comment

Redes Sociais

Mantenha-se atualizado com nosso conteúdo através da sua rede social favorita.